quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Loucos por vinho

HÁ MUITOS TIPOS DE BEBEDORES. QUAL O SEU?

O TRADICIONAL. Nem convide-o para conhecer vinícolas com menos de 150 anos: para ele, se o vinho não for do Velho Mundo, serve apenas para vinagre. Sente azia só de ouvir falar em tampa de rosca e afins. Sua maior concessão enófila é beber vinho rosé. Francês, é claro.

separador

O PERITO. Ele está sempre de olhos fechados, girando sua taça e farejando pistas de um tesouro. Como em um jogo de advinhação, murmura cada aroma e sabor que experimenta – e “pelo molhado”, “pedras ao sol” ou “trovão” não lhe são descrições estranhas.

separador

O ESNOBE. Raramente um vinho lhe agrada. Sente que seu conhecimento espetacular o faz sofrer do mal de nunca encontrar algo à sua altura. O que o consola nessa hora é relembrar (em voz alta) as experiências degustando garrafas raras no passado. “Lembro quando…”

separador

O EXUBERANTE. Animado, esse tipo adora o que tem bolhas e prefere quando o vinho é “docinho”. Sem frescuras de enochato e com coração sincero, seu tipo predileto de taça é a cheia do que estiver gostoso, harmonize ou não – e quiçá, com o mindinho pra cima. Prepare-se para a ressaca.

separador

O COLECIONADOR. Ele sabe que, nem que vivesse 200 anos, conseguiria beber tudo. Mesmo assim, compra mais uma garrafa. Ok, Ok, caixas. Os motivos vão de “preciso experimentar” a “é um investimento”, mas, em geral, não convencem ninguém e ocupam muito espaço.

separador

O CURIOSO. Nada de Grand Cru para ele. Esse tipo tem sede de novidades: quer descobrir uvas raras, novas regiões e vinícolas de que mais ninguém ouviu falar. Seu outro grande prazer é dividir os achados com os amigos. O que pode ser uma sorte. Ou não.

separador

O FESTEIRO. Ele tem um saca-rolhas de chaveiro e um slogan: “Precisamos abrir um vinho para comemorar isso!”. “Isso” pode ser as bodas de ouro, o aniversário do cachorro, a promoção do amigo – ou simplesmente a sexta-feira que chegou.

separador

O COMENTARISTA. Para ele, beber em silêncio não tem graça: é preciso narrar a experiência para o público. Assim como no futebol, conhecimento é opcional – ter opinião é o que importa. E, claro, soltar termos de efeito a cada gole, como “é muito intenso e aveludado, não acha?”.

separador

O ESTETA. Seu lema é “se é bom por fora, deve ser melhor ainda por dentro”. Esse bebedor escolhe um vinho pela garrafa diferente, o rótulo bem desenhado ou o nome engraçadinho – e pode apostar que ele coleciona as rolhas e usa cascos vazios como vasos de flor.

separador

O CAÇADOR. Convencido de que existem grandes vinhos que podem ser encontrados por uma ninharia, ele pode ser visto à caça no fundo das prateleiras de mercados. Não perde degustações gratuitas e se orgulha entre os amigos de beber muito pagando o mínimo possível.

separador

O GEEK. Para ele, beber é um ato a compartilhar… na internet. Na loja, na festa ou no jantar, ele está de celular em punho, checando os preços e avaliações antes de beber, postando fotos e comentários durante os goles – e rediscutindo tudo naquele fórum depois.

separador

O SEM-GRAÇA. Ele tem plena consciência dos estigmas associados a outros tipos de bebedores e, por isso, faz tudo para se distanciar deles. Sua rotina baseia-se em simplesmente comprar um bom vinho, ir para casa, beber duas taças enquanto assiste a um filme e dormir, sem mais glamour.

separador

fonte: Nick Neves - revista “O que tem pra jantar?”

Conhece mais algum tipo de bebedor? Mande para nós.

Até breve.    Siga-nos nas redes sociais assinatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário