segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Espumantes e suas variedades

“Venham rápido!! Estou provando as estrelas”, teria dito o monge Dom Pérignon ao descobrir o Champagne.

Espumantes são vinhos que passam por uma segunda fermentação, que leva ao surgimento de borbulhas de gás carbônico – a chamada perlage. Há muitos tipos.

asti

ASTI Branco, doce e pouco alcoólico, o frisante do Piemonte italiano tem aroma de pera e nectarina e vai bem na sobremesa.

 

cava

CAVA O espumante típico da Catalunha espanhola lembra flores brancas, limão e amêndoas. Refrescante, é par perfeito para tapas.

 

champagne

CHAMPAGNE Feito na região francesa homônima, é clássico: perfeito com tudo, sempre. Aromas de maçã, pera e pão fresco.

 

espumante-nacional

ESPUMANTE NACIONAL Especialidade brasileira, tem bons representantes nos vinhedos do Sul, em especial os rosés frutados.

 

lambrusco

LAMBRUSCO Da Emilia-Romana, o espumante italiano é tinto ou rosé, lembra frutas vermelhas e vai bem com pratos pesados.

 

prosecco

PROSECCO Natural das regiões do Vêneto e do Friuli, o italiano é conhecido pelo paladar seco. Pode lembrar pêssego e baunilha.

 

taca-champagne

Aconselha-se o uso da taça tipo “TULIPA”. Comprida e fina, ajuda a reter bolhas e aromas por mais tempo e a conduzi-los para o nariz de quem bebe.

A doçura: brut é a medida do açucar dos espumantes.

  • BRUT NATURE (sem açucar),
  • EXTRA BRUT (de nada a bem pouco),
  • BRUT (de nada a um pouco, considerado o mais elegante),
  • EXTRA DRY OU EXTRASSECO (apesar do nome é quase suave),
  • SEC, DRY OU SECO (nome árido, vinho suave),
  • DEMI_SEC (bem docinho) e
  • DOCE, DULCE OU DOUX (quase uma sobremesa)

fonte: Hendric Sueitt - revista “O que tem pra jantar?”

Até breve.    Siga-nos nas redes sociais assinatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário